Para um estrangeiro, um dos segredos mais bem guardados de Portugal é a sua gastronomia. Escolhemos vegetais mediterrânicos e peixe do Atlântico para criar este prato, recorrendo a grandes equipamentos e sofisticadas técnicas culinárias. Podes saboreá-lo no Pestana CR7 Corner Bar & Bistro.

Polvo

Limpa o polvo. Num tabuleiro, coloca tomate e cebola cortados em pedaços e uns ramos de tomilho. Por cima, coloca o polvo e rega com azeite. Leva ao forno seco, a 250ºC durante 1h30. Corta os tentáculos por inteiro e reserva.

Batata-doce

Limpa bem as batatas-doces. Coloca-as inteiras num tabuleiro e rega com um pouco de azeite e depois com sal. Assa em forno seco, 170ºC durante 1h (1h30 se forem grandes). Retira, tira a pele e corta nacos. Divide em doses e põe a vácuo.

Molho escabeche

Refoga em azeite algumas cebolas grandes e laminadas, uns dentes de alho e umas folhas de louro. Juntar uns tomates cacho grandes em pedaços, sem sementes. Deixa cozinhar bem. Junta molho do assado do polvo. Tempera com piripiri, colorau e pimenta. Deixa reduzir um pouco. Retira as folhas de louro. Junta bastante vinagre de vinho tinto e azeite.

Tritura muito bem até ficar uniforme. Ajusta o tempero.

Como servir

Grelha os tentáculos de polvo na chapa canelada. Aquece as batatas-doces em banho maria ou no forno a vapor (ainda no saco). Num prato médio coloca os nacos de batata doce espalhados. Apoia os tentáculos de polvo nos mesmos e coloca 2 ou 3 nozes de molho escabeche. Finaliza com rebentos de coentros.

RESERVE JÁ