Vale sempre a pena ir à Feira da Ladra de Lisboa, nem que seja pelo passeio. Todas as terças e sábados de manhã, o campo de Santa Clara enche-se de vendedores de antiguidades e velharias, livros e maçanetas de portas, roupas usadas e brinquedos, discos e coisas partidas. Quando está bom tempo (que é quase sempre em Lisboa) a feira prolonga-se até mais tarde, enquanto houver clientes para comprar algo.

Com raízes no séc. XIII, este mercado já passou por várias localizações da capital. Acabou por se estabelecer numa colina com vistas espetaculares, tendo por vizinhos os bairros do Castelo, Graça e Alfama.

A melhor forma de chegar à Feira da Ladra é no elétrico 28 ou de tuk-tuk. Isto porque, nestes dias, o estacionamento é escasso se fores de carro. Também é possível ir a pé a partir do hotel Pestana CR7 Lisboa – são menos de 2 km que se podem transformar num verdadeiro desafio devido à inclinação da colina.

Nos dias de feira, estendem-se metros e metros quadrados de bancas e mantas no chão que vendem de tudo e mais alguma coisa.

A Feira da Ladra é o local perfeito para:

  1. Viciados em compras que adoram velharias e móveis usados.
  2. Encontrar peças únicas de artesanato ou roupas de designers que um dia serão famosos.
  3. Vender artigos que já não precisamos – mas atenção, é preciso licença de venda que pode ser adquirida aqui.
  4. Admirar as vistas para o rio Tejo e a parte antiga da cidade. O famoso miradouro da Senhora do Monte é ideal para uma selfie).
  5. Tomar o pequeno-almoço calmamente, sentado numa esplanada.
  6. Conhecer o Centro de Artes Culinárias no bonito Mercado de Santa Clara.
  7. Visitar monumentos como o Panteão Nacional, onde estão os túmulos de grandes vultos da História e Cultura de Portugal; ou a Igreja de São Vicente de Fora dedicada ao primeiro padroeiro de Lisboa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*
*

RESERVE JÁ Secured By miniOrange